Notícias

Discurso proferido pelo Sr. Presidente da Direção da AHBVF na sessão solene comemorativa do 20.º Dia Municipal do Bombeiro

Comemorações • Sexta, 20 de Maio de 2022

Comemoramos hoje o 20.º Dia Municipal do Bombeiro, nesta Cidade Mar, num momento de alegria. Grande dia este! Maior o dia de amanhã!

Em boa hora, o Município da Horta decidiu promover esta iniciativa, consagrando um dia aos Soldados da Paz. Senhor Presidente da Câmara, na sua pessoa, cumprimento o Município da Horta por esta iniciativa.

A Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários do Faial e o seu Corpo de Bombeiros possui uma relação de cooperação institucional com o Município da Horta desde longa data, sendo que desta simbiose resulta um melhor e mais eficiente socorro à população faialense e a todos quantos nos visitam.

Esta cooperação institucional vai para além do consagrado na Lei n.º 65/2007, de 12 de novembro - lei que define o enquadramento institucional e operacional da proteção civil no âmbito municipal - e, nos termos do Protocolo de Cooperação 2022 que acabámos de assinar, procura cumprir com os objetivos fundamentais da proteção civil municipal, designadamente:

  1. prevenir no território municipal os riscos coletivos e a ocorrência de acidente grave ou catástrofe deles resultante;
  2. atenuar na área do município os riscos coletivos e limitar os seus efeitos no caso das ocorrências descritas no ponto anterior;
  3. socorrer e assistir no território municipal as pessoas e outros seres vivos em perigo e proteger bens e valores culturais, ambientais e de elevado interesse público;
  4. e apoiar a reposição da normalidade da vida das pessoas nas áreas do município afetadas por acidente grave ou catástrofe.

Minhas Senhoras e meus Senhores,

O Corpo de Bombeiros detido pela Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários do Faial vem prestando uma relevante contribuição no cumprimento das ações de proteção civil cometidas ao Estado, em geral, e ao Município da Horta, em particular, nomeadamente no que respeita ao socorro diário de doentes e acidentados e à prevenção e combate a incêndios, mas também no âmbito da pré-emergência, nomeadamente através do exercício de atividades de formação e sensibilização, com especial incidência para a prevenção do risco de incêndio e acidentes junto dos cidadãos, dos munícipes e da comunidade em geral.

De igual forma, o Corpo de Bombeiros da Associação partilha da coordenação e, bem assim, da dinamização do funcionamento do Serviço Municipal de Proteção Civil, nomeadamente através do Sr. Comandante do Corpo de Bombeiros, desenvolvendo a sua capacidade de ação perante situações que ocorram no âmbito da proteção civil municipal.

Relativamente ao Serviço Municipal de Proteção Civil, importa desde logo dar ênfase a um conjunto de competências orientadas pela tutela municipal, em articulação com o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, relativamente às quais a AHBVF e o seu Corpo de Bombeiros estão disponíveis para colaborar e cooperar com a Câmara Municipal da Horta na sua concretização.

Minhas Senhoras e Meus Senhoras,

Permitam-me que aqui cite um conjunto de desafios que a AHBVF faz ao Município, no âmbito da Proteção Civil Municipal, e que, assim entendemos, seriam importantes para o concelho da Horta e ilha do Faial.

Desde logo, dar início à conceção e implementação de estratégias e políticas de proteção civil municipal, através da realização de estudos técnicos com vista à identificação, análise e mitigação de riscos que possam afetar o Município, apoiando assim o executivo municipal na decisão;

Depois, garantir a constante dinamização e atualização do Plano Municipal de Emergência, desenvolvendo desta forma um instrumento de planeamento municipal adequado à problemática da proteção civil na ilha do Faial;

Importa ainda desenvolver e promover ações de levantamento e análise de situações de risco coletivo, contribuindo para a redução das respetivas vulnerabilidades, bem como promover ações de informação, formação e sensibilização da população para as temáticas da proteção civil, visando prevenir e atenuar riscos coletivos;

Revela-se igualmente imprescindível elaborar planos prévios de intervenção, assim como preparar e propor a execução de exercícios e simulacros e promover a investigação e análise técnico-científica na área da proteção civil;

E por último, mas não menos importante, promover e desenvolver modelos de organização social do voluntariado no domínio da proteção civil e colaborar no processo de reabilitação social das populações afetadas pelos acidentes graves ou catástrofes.

Minhas Senhoras e meus Senhores,

Neste dia, quero reiterar a gratidão da AHBVF pela cooperação que o Município da Horta entendeu em boa hora concretizar através da sua empresa municipal, permutando com a Associação os terrenos que permitiram a construção do novo quartel operacional, que amanhã inauguramos, um projeto estruturante e de futuro para a Associação e para o concelho, e que implicou, necessariamente, um grande compromisso financeiro da Câmara, da Associação e do Governo Regional dos Açores.

Merece ainda especial declaração de gratidão a colaboração que o Município da Horta vem promovendo na instrumentalização de meios para privilegiar o voluntariado e o apoio formal aos homens e às mulheres do Corpo de Bombeiros do Faial, através dos benefícios associados ao cartão municipal de bombeiro, promovendo a carreira e, simultaneamente, o voluntariado.

Uma nota final para os bombeiros homenageados neste dia, e que a Câmara Municipal da Horta considerou oportuno concretizar, relevando o seu percurso profissional, a sua entrega abnegada e o espírito de serviço. UM BEM-HAJA.

Por tudo isto, o Município da Horta, a ilha do Faial e o arquipélago dos Açores seriam certamente mais pobres sem os seus bombeiros e bombeiras, os quais, de forma desinteressada, têm elevado bem alto, ao longo dos anos, o lema VIDA POR VIDA.

Honra e Glória aos Bombeiros de Portugal.

Muito obrigado.

Horta, 15 de maio de 2022.

O Presidente da Direção da AHBVF, Dr. José Manuel Braia Ferreira.

Foto: gentilmente cedida pelo Sr. José Macedo.