Notícias

AHBVF promove ação de formação/aperfeiçoamento na área da Busca e Salvamento Cinotécnico

Formação • Quarta, 05 de Dezembro de 2018

Num mundo caracterizado pela mudança constante e pela necessidade de resposta rápida e adequada a novas exigências, é fundamental que o Corpo de Bombeiros da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários do Faial (AHBVF) esteja preparado para dar resposta a todos os tipos de teatros de operações, sejam estes simples ou complexos, reduzidos ou extensos, ocorram isoladamente ou em simultâneo. Até porque a não existência de outro corpo de bombeiros na ilha impossibilita a prestação imediata de apoio, caso seja verificada tal necessidade, ao contrário do que sucede em outras ilhas da Região.

O Grupo Cinotécnico de Busca e Salvamento (GCBS) da AHBVF surge desta perceção, em 2015, tendo como objetivo principal a intervenção ao nível da busca e salvamento em contexto de acidentes naturais, bem como dar resposta a pedidos de intervenção para busca e salvamento de pessoas desaparecidas, tirando partido do binómio homem/cão. Atualmente, é constituído por oito bombeiros e cinco elementos caninos.

Cientes da importância do GCBS, ainda mais atendendo à sismicidade assinalável que caracteriza os Açores, a Direção e o Comando da AHBVF não se têm poupado a esforços no sentido de criar condições para uma cada vez melhor operacionalização desta valência especializada, de prevenção e complemento ao Corpo de Bombeiros do Faial.

O estabelecimento de parcerias, sejam elas a nível local, regional ou nacional, é, não raro, a estratégia que esta Associação encontra como forma de ultrapassar constrangimentos, financeiros e não só, adquirir know-how e, com isso, melhorar a sua capacidade de resposta. A verdade é que, se queremos uma proteção civil verdadeiramente permanente, multidisciplinar e plurissectorial, então é preciso apostar neste exercício de concertação de esforços e de potenciação de sinergias, pois ninguém tem todas as valências e, nessa medida, todos são necessários.

Vale pois a pena destacar, neste âmbito, o momento formativo que o Grupo Cinotécnico de Busca e Salvamento (GCBS) teve a oportunidade de vivenciar, de 15 de fevereiro de 2017 a 3 de março de 2017, na Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Viseu, bem como a aquisição, também em 2017, de duas cadelas pastor-alemão com registo no Livro de Origens e de equipamento técnico especial com o apoio da Câmara Municipal da Horta.

Aqui chegados, um ano após a aquisição dos dois canídeos e tendo em conta a evolução que o GCBS tem vindo a registar em termos do número de elementos que o compõem, importa continuar a apostar no desenvolvimento e aperfeiçoamento deste Grupo Especial, contexto em que a AHBVF recebe, de 5 a 9 de dezembro de 2018, os formadores António Ribeiro e Daniel Madeira, oriundos de Viseu e acompanhados por um canídeo operacional (a Roxy), a fim de estes colaborarem com o GCBS no processo de treino/formação dos seus atuais cinco canídeos.

O trabalho a desenvolver nos cinco dias de formação consiste no aperfeiçoamento do canídeo mais experiente do GCBS (o Macro), para a sua rápida operacionalização, na iniciação dos canídeos mais novos (a Faya, a Kaira, a Lisi e a Safira), assim como no melhoramento de técnicas de figurante para todos os elementos.

Esta colaboração com formadores externos, detentores de reconhecido know-how na matéria, reveste-se de uma enorme mais-valia para o GCBS e para a sua desejável evolução, contribuindo, por extensão, para a ampliação da capacidade de resposta do Corpo de Bombeiros do Faial.